A Simple Way To Say Goodbye

Ir em baixo

A Simple Way To Say Goodbye Empty A Simple Way To Say Goodbye

Mensagem  Hanna Poop em Qua Dez 02, 2009 11:30 pm

Classificação: +13
Categorias: the GazettE
Personagens: Aoi, Ruki
Gêneros:Romance, Songfic
Avisos:Homossexualidade

Aoi’s pov:

Doía em mim, doía vê-lo chorar, meu coração despertava em um único solavanco de tristeza ao ver suas lágrimas, eu o amava com todas minhas forças, mais meu orgulho é maior do que eu, não posso deixar um sonho real ser quebrado por uma ilusão.
Seria como trocar o certo pelo duvidoso. Seria como desistir de tentar algo novo.
E eu não estava disposto a isso. Por que dessa vez eu não iria seguir meu coração mais sim a minha consciência.
Ele é lindo, suas palavras, suas ações, o jeito que me olha que me trata.
Já temos uma vida juntos, não posso simplesmente jogar tudo isso fora assim.

Sentei-me na sacada de meu apartamento, olhando para a piscina lá embaixo, ficava a 18 andares abaixo, mais mesmo assim a luz amarela iluminava a água azul clara, sem nenhum movimento, nada, era tão calmo, tão simples, casais conversavam por ali, ou talvez só estivessem sentados, se olhando, se beijando, brigando, não podia saber estava longe demais, não podia ouvir.
Foi quando vi o pequenino se agachando próximo a borda, e brincando com a água, é impressionante como a mão dele acariciando de um lado para o outro pode causar tanto movimento, ondulações por toda a extensão.
Um único gesto, pode mudar tudo na piscina, apenas um simples gesto.

Lágrimas me escaparam, e eu pude ouvir a brisa da noite me trazendo aquela canção.

“...Queria consertar, tudo o que aconteceu
Mas na verdade sei que este erro não foi meu
Eu destilei meu sangue em algo forte
Pra que eu pudesse me sentir melhor
Mas do contrário eu me senti pior
E usei deste artifício pra ocultar a dor
Por ter perdido um quase amor...”

Senti a garganta apertar, e então peguei a guitarra e comecei a dedilhar, mesmo que não saísse som algum, eu sabia que podia ser ouvido, em algum lugar do outro lado do céu, ele estaria ouvindo a canção do meu amor.
Sorri, mesmo com poucas lágrimas que já encharcavam meu rosto, ao lembrar meu menino, o seu sorriso, sua manhas seu dengos, o olhar choroso e a voz manhosa a procura de um abraço, tentei afastar os pensamentos sobre os olhares de luxuria que o mesmo me entregava,
os lábios carnudos que aqueciam os meus, o corpo, o toque, o cheiro, o gosto, meu sorriso morreu do nada, assim como uma nova canção brotou.

“...você quis enxergar bem mais do que poderia ver
você quis tentar ser e querer bem mais do que pode ter
e hoje posso ver tudo o que você não soube ver.

Eu sei que essas lágrimas te machucaram tanto
e sei também que a tua alma vive sob a dor
por não saber enxergar além
além do que se possa imaginar...”

Não era sua culpa, e não era punição, era apenas medo, medo de perder tudo o que eu tinha em você.
Você era tão doce, tão meigo, vivia com um sorriso, o que eu apaguei.
Se ainda houver alguém a ser punido aqui, esse alguém sou eu.
Não me culpe por não te querer. E não me culpe por não aceitar o seu amor.
As coisas são bem mais confusas do que você possa imaginar, não se limite, veja além do que vê.
Não estou sendo egoísta, pois estou libertando você.

-Chibi.


---------------------------------------- xxxxxx----------------------------------

Ruki‘s pov

Era divertido as horas que passávamos juntos, os beijos, as caricias, éramos íntimos, confidentes, qual era o mal em ter um amigo como Aoi?
Eu o dava bem mais do que apenas abraço quando ele se sentia carente e mesmo assim não deixávamos de ser apenas amigos.
Eu não entendo o problema que há nisso.
Ou melhor, eu não entendia.

Sentei-me no banco olhando a partitura a minha frente, a música era bonita, Mozart, me fazia lembrar de quando ele ouvia com seu cigarro aceso, sentando na poltrona, quieto, sutil, e sexy, muito sexy.
Fecheis os olhos e a vontade de lamber meus próprios lábios foi imensa, precisava sentir qualquer gosto dele que ainda estivesse ali.
Em vão, não havia nada, não restou nada.
Toquei meu rosto mais uma vez aquela noite.
Estava molhado, quente, a gota que escorria não era a primeira e não seria a ultima, tentei evitar aquele pensamento, mais insistia a invadir minha mente.

-Pon.

Pronunciei. Ele não iria me ouvir, ele estava feliz com um novo amor, e eu estava pagando por um sentimento que eu mesmo causei, estraguei tudo, por que eu tinha que amá-lo assim?
Por que ele era tão burro? Tão burro a ponto de esconder por tanto tempo aquele sentimento?
Se me queria só para ele, por que não me contou?
Eu tinha o direito de saber, eu tinha.
Não percebi quando meus dedos começaram a tocar o piano, acompanhavam minha voz um tanto rouca e chorosa quando comecei a cantar aquela canção que demonstrava o que eu achava que talvez fosse amor.



“...Você sempre foi assim, desde que eu me lembro.
Você estava indo pra algum lugar
Mais uma vez me deixou pra trás e correu sozinha
Não posso mais te alcançar, não posso mais te alcançar
Mesmo já tendo te encontrado
Tudo que eu guardei dentro de mim transbordou
Tornou-se lágrimas e vazou...
...O quarto em que nós dois estávamos está do mesmo jeito de antes
Eu não tranquei a porta pra você poder voltar pra casa à qualquer hora
Estarei sempre esperando por você, mesmo sabendo
Ainda posso ver sua figura abrindo a porta...
... Amanhã você certamente voltará pra casa, certo?...”

--------------------------x x x x x x--------------------------------

Aoi’s pov:

Meu Chibi, eternamente serei seu Pon.
Amigos, cúmplices, amantes, não vou te abandonar pequeno.
Só estou te protegendo de mim.
Pois tenho medo, muito medo.

“Foi bem melhor assim
deixei você pra não me perder
sofro carrego a dor em mim
toda a dor que um dia fiz você sofrer
acho que você não vê
o quanto eu quero você tão bem
mesmo quando seus olhos me querem ver
ainda tenho medo
será melhor assim
deixar você pra não me perder
sofro por você não dormir
naquelas noites que não estou com você
mas acho que você não vê
o quanto eu quero você tão bem
mesmo quando seus olhos não querem ver
é que você tem medo
e eu tenho medo
você tem medo
e eu tenho medo...”

Selei meus pensamentos, selei meu sentimento.
A partir daí selei tudo que podia feri-lo.
Eu sabia qual era seu lema, e sabia que se o obrigasse a ser só meu iria lhe causar dor.


-Durma pequeno... e seja livre.






_____________________FIM_______________________
Hanna Poop
Hanna Poop

Mensagens : 24
Data de inscrição : 29/10/2009
Idade : 28
Localização : Sp-capital

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Simple Way To Say Goodbye Empty Re: A Simple Way To Say Goodbye

Mensagem  Midori em Seg Out 04, 2010 4:31 am

nyaaa que triste TT_TT

mais ta muito boa adorei ^-^


kissus
Midori
Midori

Mensagens : 33
Data de inscrição : 12/09/2010
Localização : em algum lugar por ai com uruhinha :p

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum